Como cuidar bem dos pés: 6 dicas essenciais

São eles quem carregam o peso do nosso corpo no dia-a-dia e sofrem em saltos altíssimos, sapatos apertadas e meias suadas. Nossos pés aguentam o impacto de todo nosso corpo mas, mesmo assim, não lhes damos a devida atenção e nem tomamos o devido cuidado com eles. Isso explica por que eles são uma das partes do nosso corpo que mais sofre com problemas e lesões.

Reflexologia: O que é e seus benefícios para a saúde

Os problemas dos pés são numerosos e podem variar de pele ressecada e rachada, inchações e até complicações no osso que podem prejudicar a mobilidade. Todos estes problemas podem agravar-se à medida que envelhecemos e, por isso, todo cuidado é bem-vindo na hora de tratar de nossos pés. E isso não quer dizer que você precise desembolsar muito dinheiro em tratamentos caríssimos. Algumas dicas caseiras e visitas ao salão ou ao podólogo podem ajudar muito na saúde dos seus pés. Com estas dicas, você poderá cuidar dos seus pés em poucos minutos e mantê-los livres de problemas.

1. Gravidez, envelhecimento e os pés

Estes três fatores podem afetar a saúde dos seus pés. As mulheres grávidas devem usar sapatos com saltos largo, que dão total apoio ao arco do pé e  que tenham boa absorção de choque. O peso adquirido na gravidez também pode ocasionar inchaços. Já as mulheres mais velhas podem perdem um pouco da gordura que serve de amortecimento nas pontas dos pés. Por isso, devem escolher sapatos que com proteção reforçada contra choques.

2. Atenção com as suas meias

Já dissemos no item anterior sobre a importância de se escolher bem os sapatos, mas as meias também tem um papel importante na hora de cuidar dos seus pés. Além de protegerem seus pés do desgaste diário, elas também devem absorver a umidade para evitar o aparecimento de fungos (principalmente no caso de esportistas). Escolher boas meias, com tecido cômodo e absorvente é super importante.

3. Impacto ao caminhar ou correr

Grande  parte do impacto gerado quando caminhamos ou corrermos é absorvida por uma camada de gordura localizada nos calcanhares. Se você “gastar” muito estes amortecedores naturais, pode acabar precisando de alguma ajuda adicional. Para prevenir este desgaste, você pode usar palmilhas ou meias especiais e acolchoadas que absorvem um pouco do impacto. As meias mais acolchoadas também ajudam a prevenir bolhas e calos nos pés dos esportistas.

4. Pés ressecados 

A pele dos pés é naturalmente seca ao contrário da pele do resto do corpo. A pele dos nossos pés não tem glândulas de óleo e, por isso, depende de centenas de milhares de glândulas sudoríparas para mantê-los hidratados. Isto pode ser problemático para pessoas que não tem o costume de hidratar adequadamente os pés com frequência, ou que têm algum problema médico, como diabetes ou pé-de-atleta, que ressecam a pele dos pés. Qualquer um pode ter os pés ressecados, mas a condição é mais comum entre os idosos e diabéticos. Algumas pessoas têm naturalmente a pele mais seca e devem constantemente tomar medidas adicionais para garantir que seus pés estejam hidratados em todos os momentos. A solução mais comum para os pés secos são os cremes, pomadas e óleos hidrantes em doses diárias

5. Pés inchados 

Pés inchados são um problema comum e qualquer pessoa pode se ver afetada por ele. O inchaço em si não é uma condição médica, mas sim um sinal de que outro problema pode estar ocorrendo. Normalmente, o inchaço surge quando o líquido se acumula nos tecidos, criando um edema. Isso pode ocorrer por várias razões, tais como o excesso de peso, longos períodos em pé ou sentado, envelhecimento, gravidez, tensão pré-menstrual (TPM), deficiências nutricionais, falta de exercício físico e má circulação sanguínea. Uma massagem nos pés é um dos melhores remédios para os pés inchados. Ela cria pressão sobre a área afetada, o que ajuda a relaxar os músculos doridos além de melhorar a circulação. Além disso, a massagem também incentiva a drenagem do líquido em excesso reduzindo o inchaço. O gengibre é um diurético natural excelente para tratar os pés inchados. Ele ajuda a diluir o sódio, um os principais causadores de inchaços. Ele também contem propriedades anti-inflamatórias que ajudam no processo. A melhor maneira de consumir gengibre para pés inchados é através de massagens com óleo de gengibre e tomando de 2 a 3 xícaras de chá de gengibre ao dia.

6. Proteção solar também no pé

É fácil esquecer que seus pés também precisam de proteção contra o sol e acabar pulando esta parte do corpo na hora de passar o protetor. A pele do pé é muito sensível e se queima mais rápido do que outras partes dos seu corpo. Então, se você quer evitar queimaduras e dores nos pés, proteja-os não só na piscina ou na praia, mas também quando for vestir sandálias muito abertas ou andar descalço.

Show some

Siga-nos nas redes sociais

Todos direitos reservados © Marktplatz Mittelstand GmbH & Co. KG 1996-2019