Como cuidar da pele oleosa: 6 dicas valiosas

Sua pele vive brilhando, seus poros vivem abertos e a acne parece um problema sem cura para você? Se você respondeu sim a estas perguntas, é muito provável que você tenha a pele oleosa. Nosso organismo produz sebo e óleos naturais em certas quantidades para que nossa pele se mantenha jovem e protegida. As glândulas sebáceas das pessoas com peles oleosas produzem uma quantidade muito maior desses óleos, que acabam por entupir os poros e gerar uma série de problemas.

Como cuidar bem dos pés: 6 dicas essenciais
7 formas de usar o óleo de coco para a beleza

As causas da pele oleosa são genéticas, mas fatores como flutuações hormonais e estresse também tem grande influência na saúde da pele. Para aprender a cuidar e tratar da sua pele oleosa, separamos estas dicas:

1. Limpe bem a sua pele

Quando se trata de pele oleosa, a limpeza é fundamental tanto pela manhã como pela noite. Existem uma série de tônicos de limpeza no mercado de cosméticos focados especialmente em peles oleosas e cabe a você encontrar um que se adeque às suas necessidades. Há fórmulas mais espessas e outras mais líquidas e algumas a base de óleos. O importante é manter a pele sempre limpa e evitar produtos com álcool ou química pesada, já que as peles oleosas costumam ser sensíveis. O excesso de química também pode acabar retirando mais oleosidade do que o necessário e ressecar a sua pele. Lembre-se de que não é necessário acabar com a oleosidade e sim controlá-la.

2. Consulte um dermatologista

Por mais que a internet esteja cheia de informações sobre tema, é preciso ter cuidado com modismos e mitos sobre os tratamentos e cuidados com a pele oleosa, já que em muitos casos essas “dicas” podem acabar tendo o efeito inverso ao desejado. Em vez de gastar seu dinheiro com produtos que talvez não sejam indicados para o seu tipo de pele, procure um dermatologista de confiança. Ele analisará o grau de oleosidade da sua pele, sua idade, a presença ou não de acne e poderá receitar um tratamento personalizado.

3. Tratamentos naturais

Além de serem a base de uma alimentação saudável, alguns ingredientes naturais são excelentes para estimular as defesas da pele. A argila verde pode controlar a oleosidade produzida pela pele e deve ser aplicada em forma de máscara adstringente combinada com frutas e óleos essenciais. O tratamento pode ser feito em casa ou no seu salão de beleza ou spa preferido. Outro ingrediente muito prático e eficaz para peles oleosas é o mel, que tem em sua composição química elementos que ajudam a restaurar a pele , desinfetar em profundidade e cicatrizar espinhas. O mel, aliás, não deve faltar nunca em seu nécessaire básico, já que ele também funciona no tratamento e cicatrização de ferimentos e queimaduras.

4. O que evitar se você tem pele oleosa

Evite produtos muito gordurosos porque eles podem obstruir os poros e causar o aparecimento de espinhas. O sol também deve ser motivo de cuidado, já que ele pode acelerar a produção de gordura. Escolha um hidrante específico para pele oleosa, preferivelmente em gel ou loção leve. Nunca tente espremer cravos ou espinhas, pois o acúmulo de bactérias na sua mão pode acabar causando um infecção no local. O mesmo vale para pessoas que tem a mania de ficar passando as mãos pelo rosto. Também não é recomendável lavar o rosto muitas vezes ao dia, já que ao invés de ajudar a controlar, isso vai fazer com que o corpo produza mais oleosidade.

5. Cuidados especiais

Pessoas com pele oleosa devem ter cuidados especiais para manter a pele saudável e fresca. Alguns desses cuidados são diários, como a limpeza de pele e estabelecer uma dieta com baixos teores de gordura. A primeira coisa a se fazer logo pela manhã é lavar o rosto com um sabão específico para limpar a pele das impurezas acumuladas durante a noite. No final do dia, esse processo deve ser repetido. Uma vez por mês, faça uma limpeza de pele mais profunda em um salão de beleza ou spa. Outro importante cuidado é esfoliar a pele com frequência para retirar as impurezas e permitir que a pele respire melhor. Por último, escolha um bom tônico.

6. Protetor solar sempre

Apesar do protetor solar ser um produto essencial para a pele que devemos usar os 365 dias do ano, muita gente insiste em usá-lo só nos meses de verão. Nesta época, por conta do calor intenso, a proteção precisa ser redobrada mas isso não significa que você deva deixar o produto de lado nos meses de inverno. Aliás, você nunca deve sair de casa sem um bom protetor solar. No verão, o calor e o suor dão uma sensação ainda maior de oleosidade à pele e é recomendável escolher um protetor em gel e matificante para estes momentos. No inverno, vale investir em um produto mais hidrante para ajudar a acalmar e proteger a pele.

Show some

Siga-nos nas redes sociais

Todos direitos reservados © Marktplatz Mittelstand GmbH & Co. KG 1996-2019